Nihongo – Japonês

27.01.15

Postado por Rodolfo Veronese

 

Já tinha ouvido muito sobre as dificuldades de começar a morar em outro país sem ser fluente na língua, mas confesso que vivenciar isso tem sido bem mais intenso!

Quando comecei as aulas de japonês sabia que teria um longo caminho pela frente, dos primeiros traços do hiragana, passando pela eterna confusão entre o shi e tsu no katakana. As divertidas aulas do meu curso de japonês me deram uma boa base mas, mesmo assim, temos passados por situações até engraçadas aqui lidando com essa nova língua.

Vim para cá todo animado, pois estava cada vez entendendo mais as conversas simples do dia a dia mas levei um choque com muitos documentos e formulários de burocracia com infinitos kanjis desconhecidos e um linguajar dos funcionários quase todo incompreensível para mim. E a constatação de que burocracia é chata e demorada em qualquer país e em qualquer língua. Se não fosse a ajuda dos irmãos da igreja aqui, em especial da Ruth (nossa tradutora e hospedeira oficial), seria quase impossível resolver tudo que precisamos.

nihongo

Para compensar, algumas conversas tem sido possíveis! Uma moça que puxou conversa no parque, a vizinha, uma moça no trem, o simpático rapaz da imobiliária e tantos outros que jogam por terra aquele preconceito de que os japoneses são fechados e antipáticos. As meninas ajudam bastante neste quesito, temos ouvido muitos elogios e sorrisos para elas por onde andamos, especialmente a Nicole com seu jeitinho travesso.

Na escola da Vitória que fomos visitar, um menino fixou os olhos nela e só falava: kawai, kawai e depois emendou em português ajudado pela professora: bonita, bonita! Ela ficou toda envergonhada!

A Vitória já tem arriscado mais coisas em japonês. A Nicole não tem dúvida: fala tudo em português com as outras crianças, não importa quantas vezes a gente fale que elas não entendem.

Outra situação engraçada é que normalmente as pessoas, especialmente as crianças, chegam falando japonês com a Sandra e inglês comigo!

O plano é continuar estudando por aqui e prestar a prova de proficiência no meio do ano. Sempre achei que essa prova seria meu maior desafio, mas tive uma surpresa: esse sábado vou realizar o meu primeiro casamento aqui no Japão e com a mensagem totalmente em japonês! Lida, claro, porém sem tradução!

Apesar das dificuldades tem sido um tempo muito bom e de muito crescimento. Sabemos que o entendimento e a fluência virá com o tempo mas muitas vezes penso que devia ter feito mais as lições de casa das aulas de japonês. Meus amigos do curso vão entender bem isso! Hehehe…

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 4

Chegamos no Japão!

19.01.15

Postado por Rodolfo Veronese

 

Antes de mais nada, pedimos desculpas pela falta do post da semana passada. Em meio a toda correria dos preparativos, foi impossível escrevê-lo porque na terça à noite, nosso horário costumeiro de postar, estávamos em algum lugar sobre a Arábia Saudita.

No post passado (veja aqui), dissemos que na melhor das previsões nosso visto sairia no dia da viagem, mas tivemos complicações e tudo indicava que teríamos que adiar a viagem. Mas no fim estávamos com o visto na sexta-feira, 3 dias antes do previsto!

Com toda a documentação pronta, concentramo-nos em arrumar as malas e preparar para a ida. Estávamos focados para não esquecer nada, mas nem por isso a despedida dos familiares e amigos estava sendo fácil. Cada abraço e cada mensagem foram de muita importância como apoio para nós nesse momento difícil.

despedida1

Agradecemos a todos que puderam ir se despedir de nós no aeroporto, ganhamos abraços, bichos de pelúcia, álbum de fotos, e quem diria até uma música composta pelo nosso amigo Luca. Com todo esse carinho foi um pouco menos triste se despedir.

Confesso que, após passar toda a burocracia da alfândega e ao chegar no portão de embarque, desatei a chorar em um misto de alegria e tristeza, saudade e confiança em Deus.

despedida2

Fizemos uma boa viagem, sem enjôos, sem dores e sem botões de emergência apertados! As meninas se comportaram bem e tivemos um tempo divertido e relaxante no aeroporto de Doha.

Chegamos no aeroporto de Haneda em Tóquio onde fomos recebidos pelo Edson e Ruth que estão nos hospedando. Cansados mas felizes por estarmos iniciando a maior aventura de nossas vidas. E o mais legal é que já saímos do aeroporto com nossos cartões de identidade do Japão feitos!

chegada_haneda

Essa semana estamos fazendo o registro na Prefeitura, Seguro Saúde, conta bancária etc., o que nos fez perceber que burocracia é chato e demorado em qualquer país do mundo.

E também já estamos vendo algumas casas. Nos próximos posts iremos informar melhor esses andamentos.

A ficha está caindo aos poucos pois a sensação ainda é parecida com a do ano passado, acho que quando nos mudarmos ela cai de vez!

Mais uma vez obrigado pelo apoio e orações. E nosso mais profundo agradecimento e louvor a Deus pois Ele tem honrado cada momento da nossa decisão de obedecê-lo!

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 4

A saga de um visto!

6.01.15

Postado por Rodolfo Veronese

 

No primeiro semestre do ano passado, foi decidido que daríamos entrada na papelada para o visto de missionários no segundo semestre. Todo o processo deveria ser feito no Japão e com os documentos traduzidos. Corremos atrás dos documentos e fomos enviando o que tínhamos e nossos irmãos do Japão foram fazendo as traduções. Porém faltavam alguns importantes como o diploma de teologia do Rodolfo, isso acabou atrasando o processo.

Em setembro,  Pr. Carlos veio ao Brasil passar o mês para cuidar da família e só retornaria para o Japão em outubro. O que parecia ser mais um atraso se revelou uma oportunidade, pois ele pôde levar os nossos documentos originais. Nesse mesmo período, surgiu uma promoção imperdível de passagens para o Japão quase 50% mais barato do que havíamos pago em janeiro e por uma empresa aérea muito melhor. Não tivemos dúvidas e, pela fé, compramos as passagens.

Mas tempo estava ficando curto e a informações que tínhamos é que o processo de liberação do visto duraria até 3 meses! Agora ficava a dúvida se o tempo seria suficiente antes da data das passagens?

No dia 4 de novembro, Pr. Carlos deu entrada no pedido. Esse foi o prazo mais rápido possível. Nesse período até a entrada, ele foi auxiliado e orientado por pessoas com experiência com esse tipo de visto no Japão a quem somos muito gratos. E a boa notícia dada pelo funcionário da imigração foi que o processo levaria 2 meses. Ou seja, se tudo desse certo os papéis sairiam alguns dias antes de viajarmos. Mas esse documento precisaria chegar no Brasil a tempo e cogitávamos em pagar o envio mais rápido que tivesse mas mesmo assim não era certeza.

O tempo foi passando e o silêncio de informações era constante. A tentação de ficarmos ansiosos aumentando. E então veio a notícia que nos confudiu: o Pr. Carlos viria novamente ao Brasil cuidar da família e acompanhar a volta da Andreza, missionária da IMeL SJC que ficou 6 meses no Japão. Era uma condição imprevista pois ele já havia vindo em setembro mas era uma oportunidade para trazer a papelada em mãos. Se tudo desse certo entregaríamos tudo no último dia possível no consulado japonês e os passaportes ficariam prontos no mesmo dia do nosso voo!

 

Visto 2015

Emocionante, não? Pois é  mas tivemos mais uma “emoção”! Dado os 2 meses, no caso ontem o Pr. Carlos foi até a imigração em outra cidade para saber do andamento e descobriu que já havia sido enviado por correio de manhã! E agora será que chegaria antes do Pr. e Andreza partirem para o Brasil? Que rufem os tambores….

… chegou! E nesse momento está a caminho do Brasil. Ufa, como tenho dito “aos 46 do segundo tempo”. Sim, foi uma saga e tanto, com muita emoção mas maior ainda tem sido a fidelidade de Deus. Podem dizer que foi só uma grande coincidência, mas uma coisa eu descobri em minha vida, quando a gente ora e confia em Deus, as “coincidências” acontecem.

Nosso muito obrigado a todos que oraram e nos apoiaram para conseguir esse visto! Esse é o nosso último post no Brasil! O próximo, pela graça de Deus, será direto do Japão!

神さまをかんしゃしています.
神さまを信じています

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 2

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus