Aula de stencil

27.01.16

Postado por Sandra

 

Recebemos em dezembro e janeiro a família do Rodolfo. Como alguns já devem saber, a mãe do Rodolfo, a Neusa Veronese, tem uma empresa de stencil no Brasil e ela também dá aula de artesanato utilizando esses moldes. Nesse link você pode conferir o site dela com alguns trabalhos e os stencils que ela produz e vende: www.veroneseartes.com.br.

Pedimos para que ela desse aulas para o pessoal daqui do Japão. Como ela ama o que faz e também sempre dava aulas na igreja dela no Brasil, topou e adorou a ideia na hora! Ela trouxe os stencils e alguns materiais do Brasil e tentamos achar equivalentes das tintas aqui no Japão, o que não foi tarefa tão simples. Já havíamos dado aula de stencil na Imel Takefu quando viemos em janeiro de 2014, mas somos novatos nessa área perto da experiência da mãe do Rodolfo. Foram dois dias de aulas e as pessoas que participaram gostaram bastante. O resultado não poderia ser mais bonito.

 

aula stencil

O primeiro dia de aula foi em português para algumas pessoas da Imel Chiba. Para o segundo dia, chamamos duas mães do youchien (escolinha) da Nicole, então nesse dia a aula foi em japonês. Uma delas é a Junko, que foi também no culto de natal da Imel Chiba. Temos feito uma boa amizade e é ela que explica muito dos recados cheios de kanjis (ideogramas). Se não fosse a Junko explicando as cartas, com certeza já teríamos cometidos muitos erros! Para este dia, como foi todo em japonês, a Ruth, que é fluente em japonês, português, espanhol e inglês (uma poliglota!) veio para nos ajudar. E também fez um trabalho lindo!

Foram dois dias bem agradáveis com belos trabalhos feito em um agradável ˝chá da tarde˝ com pintura. Agradecemos a todas as pessoas que participaram e em especial à Neusa pelo carinho e dedicação!

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Um ano de Japão

20.01.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Há um ano atrás estávamos chegando no Japão cheio de planos, expectativas e algumas incertezas. Vindo um tanto cansados das arrumações de todas as nossas as coisas no Brasil e a mudança, com a correria dos últimos dias de malas e vistos. Fora o tempo de despedidas.

E aqui estamos fazendo um ano de Japão, em meio a muitas vitórias e conquistas mas não sem lutas e dificuldades. Confesso que depois de estudar, ler e conhecer a vida de missionários, achei que saberia melhor como lidar com os choques culturais e a saudade da família e da terra natal (sim, é possível sentir saudade do Brasil mesmo com todo os seus problemas), porém a realidade sempre consegue nos surpreender e nenhuma teoria te prepara o suficiente para a prática.

1 ano Japão

Algumas coisas foram bem difíceis como: ver suas filhas sofrerem por não entender as coisas da escola, nem os professores ou os amiguinhos. Tarefas simples do dia a dia como cortar o cabelo, ir ao banco, perguntar se tem algo na loja tornarem verdadeiras batalhas. Ver sua capacidade intelectual e de argumentação reduzida ao vocabulário de uma criança. Cometer gafes por não saber a maneira correta de se comportar na cultura e hábitos locais. A distância e saudade da família e amigos, por mais que as redes sociais e tecnologias ajudem, ainda assim são telas frias que uma hora ou outra precisam ser desligadas.

Outras tem sido muito animadoras como ver a adaptação das meninas, e as pequenas conquistas diárias em relação à língua e aos japoneses. Esses dias consegui resolver um questão no banco sozinho e fiquei muito contente, pois lá os atendentes sempre usam um japonês muito formal e difícil de entender. Ir ao banco era uma das coisas mais difíceis para nós e pelo menos dessa vez consegui entender e me comunicar o suficiente para resolver tudo. E mesmo com tão pouco tempo e com a dificuldade de comunicação, temos feito alguns contatos importante com os japoneses.

Tentamos de diversas maneiras manter a todos bem informados atualizando o blog e enviando emails para reportar o que temos vivido aqui. O que dá bastante trabalho porque sabemos que esses meios de comunicação não conseguem transmitir 100% daquilo que temos vivido. Ao virmos para um país desenvolvido, carregaremos sempre em nossa missão a desconfiança de que “fugimos” do Brasil para viver uma vida melhor, poucos sabem a vontade que muitas vezes temos de simplesmente pegar o avião e voltar. Fora a tensão de viver pagando tudo em ienes mas receber doações em real. Isso causa bastante estresse especialmente a mim como pai e marido.

Fui questionado sobre colocar mais em nossos meios de comunicação se temos feito diferença na vida das pessoas. E aí me veio a pergunta: será que estamos fazendo realmente alguma diferença? Sinceramente não sei responder! Espero muito que sim, mas como eu avalio isso por mim mesmo? Como expor essas conquistas na internet sem expor demais as pessoas nem parecer ˝vendendo o peixe˝? Sempre fica uma pontinha de dúvida se nossa presença aqui é justificada. Seguimos em frente, ainda talvez sem ver todo o quadro, mas confiando de que somos um fio no grande tear de Deus e importante no lindo tapete que Ele está fazendo.

Aceitei um desafio e tanto para esse ano ao me voluntariar para ajudar a associação de pais e mestres da escola da Nicole. Sei lá como vai ser participar das reuniões sem entender totalmente o japonês, mas achei que era uma boa oportunidade de adentrar e criar laços com as pessoas e com a cultura.

2015 foi um ano de altos e baixos, de tentar se encaixar, de ajustar a vida à nova realidade. Em 2016 temos grandes desafios e novamente muitas incertezas. Uma coisa temos convicção: de que Deus estará conosco onde quer que estejamos.

Muito obrigado a todos que tem nos acompanhado, apoiado e orado por nós. O amor de Deus por nós tem sido revelado através do amor e carinho de vocês! Um ótimo 2016 para todos nós.

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 6

Dezembro em 5 fotos

13.01.16

Postado por Sandra

 

Dezembro em 5 fotos

Um resumo do mês de dezembro através de fotos.

1. Estudando juntas - a Vitória tem lição de casa todos os dias, mas a Nicole gosta de passar alguns momentos de ˝estudo˝ ao lado da irmã, ora fazendo companhia, ora atrapalhando mesmo. Foi um momento tão gostoso que resolvemos registrar.

2. Encerramento das aulas de japonês - a Sandra faz aula de japonês na prefeitura, e no último dia de aula do ano, houve um encerramento com muita comida, apresentações de dança, música típica dos países representados e muita conversa em vários idiomas. Os amigos da foto são de sua sala, um tailandês, uma africana (de Guiné) e uma brasileira. Tem muitos outros amigos, mas esses são os mais frequentes. Ela tem feito esse curso e um outro on-line em casa, que estuda diariamente.

3. Escola Dominical – IMeL Chiba - essa foto foi a última aula de Escola Dominical de 2015. Parecem poucos, mas são todos os alunos! Que em 2016 tenhamos mais crianças e, se Deus quiser, um local maior onde possamos fazer todas as atividades.

4. Vitória treinando caligrafia japonesa - apesar de entrar nas férias de inverno, a Vitória traz sempre algumas atividades e lições que devem ser desenvolvidas em casa. Essa aula de caligrafia ela faz semanalmente na escola, e é muito interessante ver essa tradição milenar sendo passada de geração para geração.

5. Visita especial da família no Natal - a família do Rodolfo (mãe, irmã e sobrinha) vieram passar o Natal e um tempinho conosco. Depois de quase um ano sem vê-las, foi emocionante o reencontro. Esse foi o nosso presente de Natal, pois estar junto com a família não tem preço!

 

Veja o post dos meses anteriores:

- Novembro em 5 fotos

Outubro em 5 fotos

- Setembro em 5 fotos

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 2

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus