Palestra sobre o Brasil, em japonês

28.09.16

Postado por Sandra

 

Semanalmente eu, Sandra, faço aulas em um lugar gratuito da prefeitura, desde maio do ano passado. Estou atualmente no módulo 2, um pouco mais avançado que o básico, mas ainda tenho bastante dificuldade em elaborar as frases e falar!

A minha professora do módulo 1 (Takanashi-sensei) me convidou para dar uma palestra sobre o Brasil em um Centro Comunitário aqui perto de casa. Falei que o meu nihongo ainda não estava bom, mesmo assim ela disse que tudo bem!

E lá fui eu preparar todo o texto em… português! Rsrsrsrs. Contei com a ajuda da Ruth para traduzir as duas páginas para o japonês, treinei o que deu tempo, preparei uma apresentação com muitas fotos e fui com a cara e a coragem.

Claro que falei meio truncado por causa dos inúmeros kanjis (ideogramas). Mesmo com essa dificuldade, percebi que todos estavam entendendo. O pessoal foi muito receptivo, perguntando, rindo e se admirando por tantas coisas diferentes entre os nossos países. O público era uma classe de pessoas de meia-idade que estão aprendendo inglês. Falei sobre a cultura do Brasil, clima, política, educação, do porquê falamos a língua portuguesa, comida, carnaval e muitas outras coisas. No dia da palestra, ainda conhecemos dois brasileiros (pai e filha) que moravam perto desse Centro Comunitário.

Foi um desafio e tanto! O Rodolfo e as meninas também foram, e ele ia respondendo as eventuais dúvidas, por ter mais facilidade de se expressar em japonês. Valeu cada esforço gasto e creio que foi um aprendizado e tanto para mim. Quem sabe um dia essa barreira da língua já não seja um empecilho para nós, não é mesmo?

 

Palestra Brasil

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 2

Aprendizado com o PTA

21.09.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Um dos maiores desafios desse ano para mim, Rodolfo, foi entrar na associação de pais e mestres da escolinha da Nicole. Além do desafio da língua e os choques culturais, por outro lado há o aprendizado da maneira de como os japoneses fazem as coisas. Quando se pensa com a mentalidade brasileira do que seria essa associação, parece tarefa simples de apenas organizar um ou outro evento, e talvez eu tivesse pensado o mesmo quando aceitei, mas me enganei tremendamente, é bastante trabalho e tudo sempre bem detalhado.

Nesses últimos dias estamos fazendo os preparativos para o Undoukai (que será no início de outubro) e estou tendo reuniões praticamente toda semana e até 2 vezes na semana onde são vistos todos os detalhes do evento. E quando digo todos, não estou exagerando, são todos mesmo! Por exemplo, foram duas reuniões inteiras começando de manhã até depois do almoço decidindo quem iria ajudar em que posição de cada brincadeira do evento. Bem diferente do tradicional ˝Ow, quem pode ajudar aqui?˝ de nós brasileiros. Tem horas que é meio chocante e desnecessário aos meus olhos tupiniquins, mas tem sido muito enriquecedor aprender com tudo isso. Cada vez mais tenho visto que a ideia de não ter planejamento ou ao menos do que vai acontecer no evento deixa os japoneses completamente inseguros e desconfortáveis.

 

aprendizado PTA

 

Com o tempo tenho visto como as coisas funcionam bem por aqui por conta desse pensamento e também reconhecer quando ele é exagerado e ver que possuir alguma flexibilidade, que nós brasileiros temos em demasia, é importante também. Por isso participar dessa organização tem sido tão importante para mim, mesmo não conseguindo me comunicar ou entender tudo perfeitamente. Poderia ter escolhido não participar de nada e me poupar de bastante cansaço mental tentando entender tudo aquilo, mas estaria perdendo algo muito importante para me adequar e adentrar à cultura japonesa.

Hoje com certeza eu já organizaria os eventos que fui responsável de forma bem diferente!

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Tarde de brincadeiras

14.09.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Como já comentamos, o mês de agosto são as férias escolares mais longas e por isso é comum as organizações e igrejas realizarem EBF e tardes recreativas. Para não perder a oportunidade, realizamos uma tarde de recreação na nossa igreja também.

Fizemos algo bem simples com algumas brincadeiras depois de um delicioso almoço. Eles brincaram de estourar bexigas no pé, dança das cadeiras, boliche improvisado etc. O interessante era ver os maiores, já pré-adolescentes e adolescentes, brincando e se divertindo tanto quanto os pequenos da idade da Nicole.

 

tarde de brincadeiras

 

Tivemos a presença de vários convidados, inclusive o casal Yabana e suas duas filhas pequenas, que são da Igreja Metodista Livre de Tóquio e estão se preparando para serem missionários no Brasil. Uma das crianças convidadas estava participando pela primeira vez em um evento de igreja e comentou que achou muito divertido e perguntou se todo domingo era daquele jeito. Infelizmente não temos energia nem pessoas para fazer aquilo todo domingo, mas ficamos contentes com o comentário dele e em ver que temos atingido aos poucos nossos objetivos, que é criar laços de amizade com o povo japonês.

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Agosto em 5 fotos

7.09.16

Postado por Sandra

 

agosto em 5 fotos

 

Acompanhe um pouco do que aconteceu no mês de agosto através de 5 fotos!

1. Verão - O verão daqui é realmente muito quente, então vale se refrescar nas piscinas, praias, com sorvetes, raspadinhas, entrar em locais com ar-condicionado. Ficar na rua torrando é um mau negócio! Já falamos sobre o verão aqui do Japão neste post aqui.

2. IMeL Chiba – dia dos pais - Fizemos uma pequena comemoração aos pais na IMeL Chiba, uma semana depois da data, pois estávamos em Takefu. O dia dos pais aqui no Japão é comemorado no terceiro domingo de junho, mas decidimos comemorar no estilo brasileiro!

3. Jantar família Kawabata - Fomos convidados para um jantar assim que chegamos em Fukui. Foram momentos muito gostosos com a família, e a comida estava muito gostosa! Obrigado pelo convite e carinho, Isaías, Marli, Junior, Eduardo e Teo.

4. Pr. Mário e Pra. Ester Maeda – parte 2 - Eles visitaram a IMeL Chiba antes de retornarem ao Brasil e passaram alguns dias na nossa casa. Foram momentos preciosos com muitas boas conversas! Só uma coisa não lembramos: como nos conhecemos, ou se foi em algum acampamento, atividade do concílio ou da IMeL São José dos Campos…

5. Vivi e Nini – coisas engraçadas - Essa foto tiramos no aeroporto, quando levávamos a Pra. Ester e o Pr. Mário. Mas o mais engraçado foi quando a Nicole viu uma moça vestida com uma burca preta e disse: ˝- Mãe, olha aí, essa é uma roupa NINJA de verdade!˝. Morri de rir.

 

Veja os posts anteriores:

Janeiro em 5 fotos

Fevereiro em 5 fotos

Março em 5 fotos

Abril em 5 fotos

Maio em 5 fotos

Junho em 5 fotos

- Julho em 5 fotos

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Enfim, férias!

1.09.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Devido ao nosso processo de mudança para o Japão, há mais de 2 anos que não tirávamos umas férias só da nossa família. As outras vezes sempre estávamos com nossos parentes, o que é legal sem dúvida, mas não é a mesma coisa de estar só nós.

Todo o caminho até aqui tem exigido bastante e esse tempo em família estava se fazendo muito necessário. Por isso emendamos nossas férias após a ida para Takefu e, aproveitando o verão, fomos conhecer as praias e piscinas de Wakayama que fica ao sul de Osaka e era no meio do caminho para voltarmos para casa.

 

férias agosto 2016

Primeiro fomos em uma piscina pública onde aproveitamos bastante e as meninas se divertiram muito. Depois nos divertimos em uma pequena praia muito gostosa e tivemos aquele tempo de ˝fazer a limpeza no cache˝ na cabeça. Foi um tempo muito renovador física, mental e espiritualmente e fortaleceu ainda mais nossos laços como família.

Na volta fomos conhecer o incrível templo de Nara onde é possível dar de comer aos veados e cervos que ficam nos arredores e também conhecer o templo que é a maior construção de madeira do mundo e tem quase 1000 anos. Tudo muito bonito e impressionante.

Agradecemos a Deus pelo tempo de refrigério e renovo. E Ele sabe exatamente o que precisamos, pois voltando para casa nossa agenda e trabalho se encheram de novos desafios. Que venha o restante do ano pois estamos com a corda toda!

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus