[Vídeo] Louvor em japonês

26.10.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Já comentamos anteriormente que estabelecemos como objetivo da nossa igreja (Metodista Livre de Chiba) se tornar uma comunidade que estabelece laços com os japoneses. E chegamos nisso devido a vários fatores, principalmente porque vemos que, se quisermos ver o futuro do trabalho, precisamos aos poucos ir caminhando para a língua e a cultura japonesa. Não que seja errado uma igreja aqui estar focada na colônia brasileira, mas em nossa região o número de brasileiros diminuiu consideravelmente nos últimos anos, e mesmo com o recente aumento de brasileiros vindo ao Japão devido à crise, os números daqui não mudam.

Os membros da nossa igreja, em sua totalidade, são pessoas enraizadas no Japão sem nenhum plano de voltar ao Brasil. Ou seja, tornou-se essencial para a razão da existência da nossa igreja aqui que ela comece a se voltar para os japoneses. Atingir o povo japonês já seria difícil começando um trabalho com eles a partir do zero. No nosso caso temos uma dificuldade a mais, viemos de uma igreja já formada de cultura e língua brasileiras, tendo então que primeiro promover uma mudança interna, procurando manter aquilo que é bom mas ao mesmo tempo “desconstruindo” um pouco dos nossos trejeitos tupiniquins de forma que fique mais compreensível e agradável para os japoneses. Entendemos que é uma mudança grande e necessária, por isso não seria possível fazê-la de forma súbita e apressada. Estabelecemos alguns passos e prazos para começarmos as mudanças e o primeiro deles seria com relação às músicas. Desde o começo do ano estamos introduzindo músicas novas em japonês, e para nós é importante que não sejam simples traduções de músicas americanas e sim composições originais em japonês. Apesar de não estar sendo uma tarefa fácil, estamos contentes com os resultados e aceitação da igreja.

 

vídeo música japonesa

Clique na imagem acima para assistir

Confesso que fiquei feliz quando, ao ouvir uma dessas músicas no carro, consegui louvar e ser tocado por Deus mesmo sendo em japonês. Nosso próximo passo (talvez não tão rápido assim) será ter as aulas da escola dominical das crianças em japonês e para isso a Sandra tem se dedicado bastante nos estudos. Depois virão as mensagens e aí será comigo o desafio. Será que consigo?

Colocamos no vídeo acima um pequeno trecho que cantamos no último culto.

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

TDAH no Japão

19.10.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Era a segunda vez que eu estava vindo ao Japão, e dessa vez estaria “sozinho” substituindo o Pr. Carlos Seiji que estaria no Brasil. Os planos e os preparativos para virmos por um longo prazo estavam a todo vapor e estar aqui pela segunda vez fazia parte disso. Apesar de já saber mais ou menos como era e estar bem empolgado e com convicção do chamado de Deus para nós, algo nessa viagem ia me fazer questionar tudo.

Já fazia algum tempo que estávamos tendo problemas com a Vitória na escola, relatos de distrações constantes, provas não terminadas cheias de desenho, problemas de sociabilidade e muita dificuldade com a escrita e leitura – ela fazia todas as trocas de letras possíveis em português. Começamos então um tratamento de fonoaudiologia mas com pouco efeito e acabamos tendo que levá-la a um neurologista. Nos meses antes de embarcar ao Japão, levamos a Vitória em inúmeros testes e exames e que por fim deram um diagnóstico: Transtorno do Déficit de Atenção.

Confesso que no começo eu não queria aceitar muito até porque tinha visto esse mesmo diagnóstico sendo dado a crianças cujo o problema real era a falta de capacidade dos pais em impor limites aos filhos, o que definitivamente não era nosso caso. O que piorou ainda foi termos recebido o diagnóstico eu estando aqui no Japão e a Sandra sozinha com as duas no Brasil. Na viagem de volta fui pensando e ensaiando o meu discurso de “sinto muito pessoal, obrigado pela confiança mas não vai dar mais!” Eu estava decidido que não teria como vir ao Japão com uma filha com essas dificuldades pois se em português já estava sendo difícil o que diria em japonês! Como seria na escola japonesa cheia de regras? Fora a questão do acompanhamento médico, remédios etc. Orei muito mas na minha mente só havia uma solução: impossível! Estava decidido, mas havia guardado isso para mim, nem mesmo para a Sandra eu havia falado.

Lembro de ter chegado no meio da semana e então iria no culto na IMeL Diadema no domingo. Naquele dia havia sido convidado um pastor missionário que trabalhara muitos anos no Marrocos e ele estava, “coincidentemente”, compartilhando de quando ele estava se preparando para ir em missões e como nove meses antes seu filho nascera SEM o queixo. Isso mesmo, você leu certo, o bebê nasceu com uma má formação no maxilar. Fizeram cirurgias mas era evidente que ele teria problemas no futuro e o médico sabendo dos planos do missionário, alertou que não sabia nem se o menino falaria bem o português quando mais árabe. Foi então que ele mostrou uma foto do filho adulto casado, indo ser missionário no Líbano e que falava português, espanhol, inglês, árabe e alemão.

Nesse momento eu olhei para cima e disse para Deus: ˝Ok, ok, entendi!˝ Ao terminar o culto, um amigo querido da igreja veio direto falar comigo e perguntou: ˝Essa mensagem de hoje foi pra você, né! Senti isso.˝ Ele não poderia estar mais certo.

Ao chegarmos no Japão, conseguimos vaga em um excelente hospital onde ela tem sido bem acompanhada e medicada. Não quer dizer que foi fácil e tem hora que ainda não é, mas o cuidado de Deus é visível para nós. Inclusive ela começou a diminuir a medicação pois está cada vez melhor.

tdah japão

TDAH é algo difícil de lidar no dia a dia, a cabeça dela é uma bagunça às vezes (não que a minha seja muito diferente, quem me conhece sabe) mas uma coisa que haviam nos dito é que ajudaria ter tudo bem organizado e bem rígido na rotina dela. Pois bem, existe lugar melhor para ela do que o Japão então? Não mesmo! Aqui é tudo bem planejado, organizado e isso tem sido excelente para ela.

Hoje posso dizer com propriedade que ela é a mais adaptada da nossa casa e de longe a que fala melhor japonês! Adora o Japão, a escola, a comida, os amigos daqui. Diz que do Brasil só tem saudade das pessoas.

Pode parecer só uma grande coincidência para alguns, mas descobri que quando a gente ora e crê em Deus, as coincidências acontecem muito mais.

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Undoukai da conquista

12.10.16

Postado por Rodolfo Veronese

 

Esse ano tivemos mais um undoukai da escolinha da Nicole e dessa vez, por fazer parte da Associação de Pais e Mestres, participei da preparação e planejamento do evento. No Brasil, eu já havia ajudado a coordenar muitos acampamentos e inúmeros eventos da igreja, inclusive o undoukai que a IMeL Diadema realiza anualmente.

Sempre tentei fazer da maneira mais planejada e programada possível, mas descobri que isso não chegava nem perto do detalhamento e cuidado que os japoneses têm ao realizar um evento como esse, mesmo sendo de uma escolinha infantil e comparativamente bem pequeno. Tudo foi visto nos mínimos detalhes, desde onde ficava cada objeto usado nas brincadeiras até quem apagaria as linhas no chão ao final de cada brincadeira ou apresentação tomando-se o cuidado de não repetir muitas vezes a mesma pessoa para não ficar pesado para ninguém. Bem diferente do nosso tradicional “quem pode ajudar aí, galera?” que fazemos no Brasil! Participar de tudo isso foi um tremendo desafio tanto pelo entendimento da língua japonesa quanto do choque cultural, no bom sentido.

Outro ponto muito positivo para nós nesse undoukai foi ver o amadurecimento da Nicole. Ano passado ela não participou direito, só correu e dançou com a presença de uma das professoras ao lado dela o tempo todo. Esse ano ela surpreendeu: dançou, competiu, correu e o mais impressionante, falou lá na frente no momento da “palavra de abertura” junto com outros 2 coleguinhas no início do evento. Temos ficado muito contentes com as pequenas conquistas da nossa “agitadinha”!

Infelizmente a chuva interrompeu o Undoukai perto do final mas mesmo assim foi muito divertido e uma conquista tanto para mim quanto para a Nicole.

 

undoukai da conquista

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Setembro em 5 fotos

5.10.16

Postado por Sandra

 

setembro em 5 fotos

Acompanhe um pouco do que aconteceu no mês de setembro através de 5 fotos!

1. Apresentação Nicole - Ela apresentou 3 músicas no teatro perto do youchien. Treinou bastante com os amiguinhos da sala e esse ano ela surpreendeu, cantando e fazendo os gestinhos. No ano passado, ela não cantou, contamos um pouco neste post. A Nicole é uma das mais novas da sala e também uma das mais altas, dá para ver nessa foto!

2. Jantar de comemoração de 15 anos de casados - Fizemos nossas bodas de cristal, 15 anos desde o tão sonhado ˝sim˝. Saímos para comemorar com a família e foi um momento muito especial. No Brasil, escolhemos o dia 7 de setembro porque sempre seria feriado, mas aqui no Japão comemoramos no dia do mesmo jeito!

3. Aula e bazar da escola da Vitória - Todo ano, há um dia que assistimos aula na escola da Vitória, e junto há um almoço (comprado previamente) e também um bazar, onde há utensílios domésticos, brinquedos, material escolar, roupas, entre outras mil coisas. O preço é bem simbólico e a renda vai toda para a escola. Enviamos algumas doações e alguns brinquedos em bom estado que as meninas não brincavam mais.

4. Saindo do sedentarismo - O verão daqui é realmente muito quente, por isso a Sandra parou por esse tempo (um pouco mais de dois meses) de se exercitar. Agora em setembro começou a refrescar, então ela finalmente saiu do sedentarismo. Antes tarde do que mais tarde!

5. Vivi e Nini - A brincadeira das meninas é toda narrada em português, mas a conversas entre as bonecas ou bichos de pelúcia é em japonês. Sempre estamos ouvindo os diálogos, e tem sido muito gratificante ver o quanto elas têm evoluído na língua e aprendido tanto.

 

Veja os posts anteriores:

Janeiro em 5 fotos

Fevereiro em 5 fotos

Março em 5 fotos

Abril em 5 fotos

Maio em 5 fotos

Junho em 5 fotos

Julho em 5 fotos

Agosto em 5 fotos

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus