[É melhor no Brasil] Sistema Bancário

27.09.17

Postado por Rodolfo Veronese

 

Mais um vez, sabemos que esse post poderá causar algum tipo de polêmica, contudo queremos continuar nossa série sobre coisas que achamos melhor no Brasil do que no Japão, pois acreditamos que é mais saudável ter uma visão equilibrada sobre as coisas, sabendo reconhecer qualidades e defeitos em tudo ao nosso redor.

E uma dessas coisas é sem dúvida o sistema bancário. Apesar de termos convivido a maior parte da nossa vida com as dificuldades inerentes aos bancos no Brasil e com as taxas por vezes absurdas, foi um choque ao chegarmos aqui no Japão e nos depararmos com sistema e esquemas bancários bem ultrapassados se comparados com os do Brasil.

Apesar de toda a tecnologia do Japão, os bancos japoneses dão a impressão de terem parado nos anos 80 e 90! Para se ter uma ideia, para sabermos o extrato de nossa conta temos que ir até um caixa eletrônico e pedir para que seja impresso em uma caderneta! Quem é mais vivido como nós vai se lembrar das antigas cadernetas de poupança onde vinham impressos os valores e rendimentos. Pois bem é algo bem parecido com isso em pleno ano de 2017!

melhor brasil banco

Nos caixas eletrônicos é possível realizar as operações básicas de transferência, checar saldo etc. Já o extrato como falamos é só impresso na caderneta mesmo, pelo menos nos bancos que usamos aqui, sendo um deles o tradicional e gigantesco Japan Post Bank, o banco dos correios.

Sabemos que é possível acessar alguns bancos pela internet aqui, porém os sistemas e sites estão muito atrás do Brasil. E só agora temos visto propagandas de alguns bancos falando sobre acesso em celulares e outras plataformas móveis, como se fosse uma novidade.

Alguns amigos japoneses se espantaram em saber que nós acessávamos e controlamos tudo das nossas contas pelo celular mesmo estando no outro lado do mundo. Íamos somente ao caixa para sacar dinheiro, que ainda não é possível fazer virtualmente.

Também não é comum se usar o cartão do banco como cartão para pagamento em débito. Isso com certeza se deve ao fato do Japão ser um país muito seguro onde ainda se usa muito mais dinheiro vivo do que pagamentos eletrônicos. Com certeza a falta de segurança no Brasil impulsionou os bancos a criarem sistemas mais seguros e modernos para que não seja necessário andar com dinheiro vivo. Aqui não é incomum ver pessoas sacando o valor do salário inteiro e levando consigo. Algo inimaginável para nós brasileiros.

O atendimento nas agências segue o padrão japonês de muita educação e prestatividade, e sentimos falta daquele contato mais humano que temos às vezes com gerentes no Brasil, no entanto isso é uma questão mais cultural mesmo.

Um ponto super positivo é que não há taxas mensais e você paga somente por cada serviço que usar. Se não fizer nenhuma transferência ou saque em horários especiais, a princípio, não paga nada ao banco para deixar seu dinheiro lá.

Lembrando que essa é a nossa experiência como estrangeiros vivendo como classe média aqui. Talvez existam outros bancos e sistemas mais modernos porém de alguma forma não tivemos acesso. Porém conversando com pessoas que moram em outros países descobrimos que, de forma geral, o sistema bancário brasileiro é mesmo um dos mais modernos do mundo apesar das suas taxas muitas vezes abusivas.

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Deixe uma resposta

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus