Julho em 5 fotos

2.08.17

Postado por Sandra

 

julho em 5 fotos

Acompanhe um pouco do que aconteceu no mês de julho através de 5 fotos!

1. Noryoku Shiken – A Sandra fez a prova de proficiência para o N4. O Rodolfo fez em dezembro do ano passado, e agora eles vão se preparar para o N3 – pelo menos o livro de estudo para esse nível já compramos!

2. Chegada ao Brasil – Depois de um tempo se preparando, finalmente chegou a hora da viagem! Foram quase 30 horas de vôo, mas graças a Deus tudo deu certo com as malas, a conexão e tudo o mais. Agora é aproveitar a família, os amigos e é claro, a comida!

3. Reencontro com a família – A Sandra e a Vitória estavam há 2 anos e meio sem ver a família aqui do Brasil e o reencontro foi emocionante. O Rodolfo e a Nicole vieram o ano passado, mas mesmo assim a saudade era grande.

4. Visita às igrejas – Todos os domingos que estivermos aqui visitaremos as igrejas e a primeira foi a igreja que tem nos apoiado e sustentado em oração: a IMeL Diadema. Somos muitíssimos gratos por tudo até aqui e esperamos continuar juntos nessa missão.

5. Vitória na EBF – A EBF (Escola Bíblica de Férias) da IMeL Diadema aconteceu no fim de julho e deu para a Vitória participar. A Sandra e o Rodolfo participaram de muitos acampamentos e sabem da importância que isso teve para o crescimento espiritual deles. A Vitória voltou muito feliz, contando toda animada o assunto das palestras, as músicas que cantou e as amizades que fez.

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Yokohama – Museu da Imigração

19.07.17

Postado por Rodolfo Veronese

 

No final do mês passado, em junho, visitamos a cidade de Yokohama que fica do outro lado da Baía de Tóquio, algo que já estávamos planejando desde que chegamos aqui no Japão. Yokohama é uma cidade muito bonita e com muitas coisas interessantes e bonitas para se ver. Eu já havia visitado em uma viagem anterior mas a Sandra e as meninas não conheciam. No entanto algo que me chamou a atenção desde quando fui pela primeira vez: O Museu da Imigração Japonesa. Um museu que mostra e conta a história dos japoneses que se espalharam pelo mundo no início do século passado.

Com muitas histórias e situações interessantes registradas ali e que nos identificamos pois de alguma forma nossa história e até mesmo nossa estada aqui no Japão tem a ver com tudo isso.

O Brasil foi, de longe, o destino do maior grupo de imigrantes japoneses com 1.500.000 pessoas tendo imigrado para terras brasileiras, seguido pelos Estados Unidos com 1.000.000. Algo que me chamou a atenção foi saber que navios com imigrantes ainda estavam chegando na década de 70!

Ver, descobrir e se identificar com algumas coisas foi bem interessante. Especialmente a “mesa de casa de Batchan (avó em japonês)” reproduzido ali. Um banquete onde se mistura feijoada e sashimi, churrasco e inarizushi: bem típico e reconhecível por qualquer nikkei do Brasil!

 

yokohama

 

Aproveitamos o dia para rever e despedir dos nossos amigos Fábio, Johnna e as filhas Sophia e Alice (falamos deles nesse post) que estão terminando o tempo aqui no Japão e retornando aos EUA e depois encarando novos projetos. Somos muito gratos pela amizade deles e oramos desejando as mais ricas bençãos de Deus nessa nova etapa do ministério.

Ao anoitecer, fomos na famosa Roda Gigante chamada de Cosmic Clock e curtimos a linda paisagem lá de cima.

Yokohama é realmente muito agradável e esperamos poder visitá-la mais vezes já que é tão pertinho. Bom, pelo menos pela Aqualine, uma estrada que passa embaixo do leito da Baía, que já havíamos citado nesse post aqui, que falamos sobre a província de Chiba.

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Contagem regressiva!

12.07.17

Postado por Sandra

 

De todas as dificuldades que passamos aqui no Japão, talvez a mais difícil tenha sido a saudade da família e dos amigos. Apesar de termos recebido algumas pessoas aqui em casa, e do Rodolfo e a Nicole terem ido ano passado ao Brasil, como família são quase 3 anos longe de pessoas que são muito importantes para nós. Finalmente chegou o momento de acabarmos com essa saudade, bom, pelo menos por um período.

Sim, estamos indo ao Brasil e dessa vez com a família toda! Era algo que já estava programado em nosso planejamento do projeto e estamos muito contentes e ansiosos de poder rever nossa família, amigos e nossa nação. Ficaremos durante o período de férias escolares das meninas aqui no Japão, que vai dar uns 40 dias. Gostaríamos de poder ficar mais, no entanto não podemos prejudicar o estudo delas, que recomeça em setembro.

Parece muito tempo mas, para fazermos tudo e revermos todo mundo é muito pouco, já estamos com a agenda praticamente lotada e infelizmente não conseguiremos encontrar todos que gostaríamos.

E como nosso blog é público, por razões de segurança não estaremos divulgando as datas exatas abertamente aqui. Caso queira nos perguntar algo por mensagem privada, fique à vontade. Agradecemos a compreensão!

Mais um pouco e poderemos matar a saudade de tantas pessoas e coisas (especialmente comidas) que amamos e que ficaram no Brasil. Uhuuu!!

contagem regressiva

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Carinho do Brasil

28.06.17

Postado por Rodolfo Veronese

 

Há quanto tempo você não recebe uma carta escrita a mão pelo correio? Faz tempo, não é mesmo? Era algo tão comum mas se tornou raríssimo e uma verdadeira preciosidade.

Pois foi exatamente um presente assim que recebemos nos últimos dias. O carteiro tocou e nos entregou um envelope cheio de cartinhas das crianças da IMeL Diadema com mensagens para todos nós. Desde quando começamos a nos envolver com missões há 20 anos atrás sabíamos o quão importante era esse tipo de carinho para os missionários e sempre incentivamos a igreja a enviar mensagens de apoio e agora foi a nossa vez de receber e perceber que é ainda mais realizador do que imaginávamos.

Ficamos muito felizes e gratos por esse carinho das crianças e professores da E.D. de Diadema. Muito obrigado!

 

carinho do brasil

 

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

Um undoukai diferente

15.06.17

Postado por Rodolfo Veronese

 

Hoje participamos de outro undoukai da Nicole. Isso mesmo, o segundo do ano. E vamos explicar o porquê! Ainda não havíamos tratado esse assunto por aqui devidamente porque vai parecer exagero da nossa parte, mas o fato é que Deus preparou uma dose dupla de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) para nós. Já havíamos comentado sobre o transtorno da Vitória neste post (link), no entanto não falamos do transtorno da Nicole. Bom, que ela sempre foi agitada – todos que nos acompanham já sabem – porém no decorrer do ano passado foi ficando claro que era algo além de uma agitação normal. Ela é muito inteligente e aprende super rápido, contudo nas aulas no youchien foi se evidenciando sua dificuldades de concentração e sua impulsividade excessiva. Fomos acompanhados por um centro de ajuda ao desenvolvimento da criança da cidade onde moramos e as profissionais/professoras envolvidas foram claras sobre a necessidade de acompanhamento médico da nossa pequena. O diagnóstico foi surpreendente, pela coincidência e ao mesmo tempo previsível, visto todas dificuldades que ela enfrentava.

Iniciamos o tratamento e logo após ela fazer 6 anos e ainda estamos na fase de ajustes dos remédios e adaptação. Pode parecer piada, pois são duas filhas adotadas que não são irmãs de sangue mas com o mesmo problema, a diferença é que a Vitória tem mais problemas de distração e de ficar no mundo da lua e a Nicole já é um caso clássico de hiperatividade, parece que a pilha nunca acaba.

Ter que lidar com isso em outro país e em uma língua que não dominamos não tem sido fácil, no entanto tem algo que não temos do que reclamar é a atenção e cuidado que as escolas têm tido com a Nicole, tanto o youchien ano passado, como agora no ensino fundamental.

Após muitas conversas e avaliações com a secretaria da educação, decidimos que ela deveria ficar em uma classe especial para crianças com dificuldades como a dela e, por “coincidência” a única escola que tinha essa classe em específico era exatamente onde a Vitória já estuda e a mais perto de casa.

undoukai diferente

Mas e o tal Undoukai? Todos os anos, eles organizam um undoukai diferente com os alunos com necessidades especiais das escolas da região, com atividades mais simples, as formalidades mais leves e com bastante participação dos pais e responsáveis. No undoukai regular é muito difícil que essas crianças participem de igual para igual e os longos discursos e as formalidades tornam quase impossível controlar os ânimos dos pequenos.

Foi muito bom e a Nicole adorou e se divertiu muito, disse que gostou bem mais desse undoukai diferente do que o anterior, que foi com toda a escola.

 

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 0

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus