Infância

18.11.14

Postado por Rodolfo Veronese

 

O ano era 1998, eu era o coordenador do acampamento de jovens da IMeL Pinheiros e havia voltado para trabalhar pois estava estagiando em meu último ano de faculdade. O preletor era meu amigo Luca que havia me emprestado uma fita cassete (que coisa antiga!) com algumas de suas músicas que eu ouvia no caminho de volta ao acampamento na tensa estrada para Embura. Quando uma certa música me chamou a atenção, senti algo esquisito dizendo: “Preste atenção!” Voltei a fita e ouvi de novo. A letra da música “Infância”, dos Escravos de Cristo (veja a letra neste link) era a minha história. Mudei-me do Rio de Janeiro para São Paulo no meio da adolescência e foi algo bem doloroso, pois deixei meus amigos e a minha infância para trás. Apesar de não ser cristão ainda, tinha uma percepção grande que tudo aquilo era por conta de Deus e confesso que me revoltei com Ele. Mas foi por causa dessa mudança que conheci um japonês chamado Carlos Nomoto que me convidou para ir à igreja e assim conhecer a Cristo. Após isso, conheci também a Sandra. Aquela música batia com a minha história e naquela noite Deus disse que mudaria minha vida de novo como tinha feito há alguns anos.

Chegando ao acampamento, a pregação do Luca falava sobre um livro com a história de um missionário. Aquilo mexeu demais comigo e naquela noite decidi que queria uma vida como aquela, sem saber que Deus falava o mesmo para a Sandra, minha namorada na época (falamos desse livro aqui).

Recentemente, ao arrumar a mudança, achei o CD com essa música e fiquei ouvindo no carro. À noite, na hora de dormir, a Vitória pediu que eu cantasse a música da “doce mulher”. Comecei a cantar e quando chegou na parte onde o menino perde a casa, a Vitória e a Nicole começaram a chorar. Perguntei o motivo do choro. Vitória, sempre mais sensível, disse que era porque a música é muito triste.
– Mas eu ainda não terminei de cantar – retruquei. E você, Nicole, por que está chorando?
– Porque eu não quero me mudar, pai. Não quero ficar longe das pessoas que eu amo: o Di, a Bá, a Vovó, a Tibi (cachorrinha da minha sogra)! (Di de ditchan, avô em japonês e Bá de batcham, avó)
Uau, aquilo partiu meu coração, até porque subestimamos o quanto a Nicole estava entendendo daquilo tudo. Orei a Deus para me dar sabedoria nesse momento. Então terminei a música e expliquei que tinha sido bom o menino se mudar. Aproveitei para falar da minha própria história. Depois elas oraram pedindo para Deus cuidar de quem fica aqui e do nosso tempo lá no Japão.

No dia seguinte, estava contando para a Sandra isso e percebemos que a Nicole estava prestando atenção e perguntamos de forma despretensiosa:
– Por que a gente vai mudar para o Japão, Nini?
E a minha pequena mais uma vez nos surpreendeu dizendo:
– Porque nós amamos Jesus!
Foi então que percebi que aquela música não fazia sentido só para mim mas era também a história das minhas filhas e que Deus tem um plano para elas lá também.

 

Infância - culto de envio

15 anos se passaram desde aquela noite do acampamento, e domingo passado (16/11/14) foi a “cereja do bolo” com o culto de nosso envio. Receber tanto carinho dos nossos irmãos e amigos da IMeL Diadema com quem estamos caminhando há 10 anos foi muito emocionante. Anos de crescimento, lutas, dúvidas, certezas, amadurecimento, broncas e muita alegria em servir a Deus juntos.
Não poderia ter sido melhor. Só temos palavras de agradecimento por todo o carinho e apoio que temos recebido. Ser enviados por essa igreja é uma honra! Obrigado por cada abraço e oração.
Foi muito confortante saber que nossas famílias também estavam presentes, pois sabemos que essa situação tem sido difícil para eles também.
A mensagem não poderia ter sido melhor, o próprio Carlos Nomoto nos desafiou a sermos pessoas ordinárias sendo usadas de maneira extraordinária por Deus. Obrigado por tudo, meu brother!

Tudo que tem acontecido tem sido um experimentar constante de que o melhor lugar para se estar é no centro da vontade de Deus.

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 2

Culto de Envio

11.11.14

Postado por Rodolfo Veronese

 

Como eu havia dito no post anterior (veja aqui), alguns momentos na vida são muito importantes, como foi o domingo do Concílio e como será domingo que vem (16/11/14) na IMeL Diadema.

Teremos nosso culto de envio, um tempo para louvarmos a Deus por esse tempo e sermos abençoados e enviados pela nossa igreja que tem nos ajudado no amadurecimento e concretização desse projeto. Também queremos que seja um tempo de estar com os amigos que tem nos apoiado. Será um tempo de “despedida” – coloco entre aspas porque continuaremos em contato e ligados, com muita gratidão por tudo que Deus tem feito até aqui.

Por isso, você é nosso convidado. Mesmo que você não seja membro da IMeL Diadema, ou até mesmo de nenhuma outra igreja e tem nos acompanhado, sua presença será muito importante para nós.

 

eis-me_aqui

 

Esperamos por você!
Igreja Metodista Livre de Diadema
Av. Alda, 801 Centro – Diadema – SP (Mapa)
10h – estacionamento em frente

compartilhe Share on FacebookTweet about this on TwitterEmail to someone
comente 5

DESIGN: Sandra H. V. • programação: webonfocus